Simulador de Aposentadoria: Saiba como usar!

O serviço de Simulador de Aposentadoria oferecido pelo Portal Meu INSS voltou em Abril de 2020, e agora em Outubro do mesmo ano passou até mesmo a fazer projeções de valores futuros que o trabalhador poderá receber ao se aposentar.

O botão “Simular Aposentadoria”, já está disponível e adequado às mudanças da Nova Previdência, incluindo as regras de transição trazidas pela Nova Previdência. Buscando saber quanto tempo ainda falta para se aposentar? Continue conosco e aprenda com todos os detalhes.

Caso o segurado já tinha condições de se aposentar antes de 13 de novembro de 2019 a calculadora automaticamente irá lhe mostrar o direito ao benefício e o valor a ser recebido, comparando o mesmo com as novas regras que vier a fazer jus.

Importante: a calculadora realiza o serviço para quem está a menos de 5 anos de aposentar-se, ou para quem já possui o direito de obter a tão sonhada aposentadoria.

Hoje o simulador de aposentadoria realiza 7 tipos de cálculos: sendo 2 de Aposentadoria por Idade e 5 de Aposentadoria por Tempo de contribuição.

Como saber quanto tempo falta para minha aposentadoria

O próprio simulador de aposentadoria fará a projeção e irá indicar quanto tempo falta para se aposentar, porém abaixo irei explicar alguns problemas trazidos em levar “ao pé da letra” o serviço realizado pelo simulador de aposentadoria.

Como calcular a aposentadoria pela Nova Previdência

simulador de aposentadoria: como calcular a aposentadoria

 

Hoje pela Nova Previdência, e também pelo simulador de aposentadoria 2020 oferecido pelo INSS utilizamos a seguinte regra:

Serão consideradas todas as contribuições realizadas à partir de Julho de 1994, onde não existe mais o descarte das 20% menores.

Após a média aritmética simples dessas contribuições será aplicado um coeficiente de 60% mais 2% a cada ano contribuído a partir do mínimo legal exigido para homens e mulheres.

Sistema garante apenas a Simulação da Aposentadoria pelo INSS

O segurado saberá se tem mesmo direito à Aposentadoria somente após a análise do INSS, pois algumas informações podem ser alteradas durante a simulação.

E é por isso que, ao solicitar o benefício, o INSS pode pedir que você envie documentos para comprovação dos períodos trabalhados.

Posso confiar no Simulador de Aposentadoria? Confira 5 pontos de atenção:

O simulador da previdência realizado pelo Portal meu.inss do INSS é bem interessante, e deverá ser utilizada como um norte para o segurado.

Mas alerto: tomem cuidado, pois a calculadora ainda não está preparada para realmente realizar seu planejamento de aposentadoria.

Explico, a simulação, embora muito completa: demonstra se você pode ou não se aposentar, o tempo e idade que faltam para atingir o benefício, o tempo que falta para cada regra de transição, o novo serviço de mostrar os valores que irá receber (até mesmo com as regras que ainda não foram atingidas), dentre outros.

A simulação não realiza pontos chaves de um planejamento de aposentadoria.

Irei abaixo elencar os 5 mais importantes, e cruciais para uma melhor aposentadoria:

1- O segurado mesmo sabendo o valor de seu benefício e quanto tempo deve esperar para obter uma renda maior, não sabe se vale a pena esperar por este período.

O simulador de aposentadoria não calcula o montante que perdeu ao longo dos anos que teve que esperar pelo seu benefício, e em quanto tempo a diferença de renda deverá compensar este valor.

2- O simulador utiliza apenas os dados do CNIS (Cadastro Nacional de Informações Sociais) para a projeção de valores e datas prováveis para a obtenção do benefício, porém muitos documentos estão com cadastros errados no INSS.

 

Os principais erros apresentados são:

  • salários de contribuição menores do que os realmente recebidos;
  • lacunas em períodos de contribuição;
  • ausência de recolhimentos por parte do empregador;
  • vínculos com anotações (como exemplo a extemporaneidade), dentre outros.

Se o CNIS apresenta dados divergente, o que é bem rotineiro, o segurado não terá a exata data de obtenção da regra mais vantajosa, que em muitos casos será antes da simulação realizada pelo site do INSS, e nem mesmo o valor real que poderia receber.

Isso pode trazer uma aposentadoria não apenas tardia, como em valor menor que o devido.

3- O sistema não considera os períodos especiais trabalhados antes de 13 de novembro de 2019, com isso não trazendo a conversão de período especial em comum, que deverá ser comprovada documentalmente (como por exemplo pela entrega do Perfil Profissiográfico Previdenciário – PPP).

A conversão do período especial em comum traz grandes vantagens tanto adiando sua aposentadoria, como aumentando o valor da mesma.

Mesmo que a aposentadoria não seja especial, com a conversão de um período trabalhado em condições insalubres por exemplo, poderá ter uma aposentadoria integral, sem a aplicação do fator previdenciário em seu benefício.

4- Como acima explicado sobre períodos especiais, o simulador de aposentadoria não reconhece outras variáveis que podem aumentar o valor do seu benefício e adiar a sua aposentadoria, tais como: período rural trabalhado de forma especial, alistamento militar e estudo em escola técnica.

5- Talvez este seja o mais importante no planejamento, pois sempre ouvimos em nosso escritório após a realização de um planejamento de aposentadoria: “nem sempre o maior benefício, será o melhor benefício”.

Isso se dá pelo fato do simulador de aposentadoria não demonstrar o quanto você perdeu ao esperar a regra de transição ou nova permanente que lhe garanta a maior aposentadoria, e talvez não compense esperar.

Monetariamente, nem sempre a maior aposentadoria lhe trará o maior montante recebido ao longo dos anos, por desconsiderar o quanto foi recebido mensalmente (incluindo o 13º) no período da espera.

Em razão destes 5 problemas, a falha cadastral pode tornar contagem imprecisa e trabalhador deve sempre conferir os seus dados.

Conferindo os dados

Sempre antes de realizar sua simulação baixe o CNIS e confira com base em sua carteira de trabalho e carnês de recolhimento se os valores estão corretos.

Analise se todos os vínculos e pagamentos estão no sistema, e se os valores estão corretos, pois assim terá maior chance de obter a melhor aposentadoria por tempo de contribuição ou aposentadoria por idade.

Os períodos especiais deverão ser comprovados documentalmente para o INSS (alistamento militar, período trabalhado no campo e escola técnica também).

Outro item importante, é sempre observar as “anotações do CNIS”, que são siglas que estarão no canto direito da tela em frente os valores de contribuição, na última folha do documento estará o que significa a sigla/abreviação.

O trabalhador deverá se atentar a cada uma delas, pois na maioria dos casos o INSS não utilizará automaticamente seu cadastro.

Como fazer o cálculo previdenciário? Confira a seguir:

O Meu INSS deve ser acessado pelo aplicativo para celulares (disponível na versão Android ou iOS)  ou através do site gov.br/meuinss.

 

tela inicial meu inss para fazer a simulação do cálculo previdenciário

Tela de login Meu INSS

O cadastro no Meu INSS é bem simples, bastando criar uma senha e utilizar o número do CPF, pode ser feito pelo próprio aplicativo ou pelo site dos seguintes bancos:

  • Banco do Brasil,
  • Banrisul,
  • Bradesco,
  • Caixa,
  • Itaú,
  • Mercantil do Brasil,
  • Santander, Sicoob e
  • Sicredi.

tela meu inss para realizar a simulação de aposentadoria da previdência privada

Como simular a minha aposentadoria

simular aposentadoria no meu inss: saiba como

 

Após o login (CPF) e senha, clicando no botão para simular os cálculos já irão aparecer na próxima tela.

O serviço aparece na tela inicial do aplicativo, do lado direito (botão “simular aposentadoria”) ou no meio da tela do computador.

 

tela inicial do simulador de aposentadoria privada meu inss

 

Se o segurado preferir, ele ainda poderá baixar um arquivo com mais detalhes sobre as regras e simulações realizadas pelo site, para isso é preciso clicar no botão “Baixar PDF”, que está na própria tela da simulação (final da página, no canto inferior direito).

 

simulador meu inss

Simulador de contagem de tempo de contribuição

No mesmo botão “simular aposentadoria” já estará o cálculo do seu tempo de contribuição, ele fica no topo da página (abaixo da idade).

 

simulador de aposentadoria por tempo de contribuição meu inss

O simulador de aposentadoria do INSS faz o cálculo dos benefícios garantidos aos segurados do regime geral de previdência (aposentadoria por idade e aposentadoria por tempo de contribuição).

Isto é feito importando os dados de seus recolhimentos realizados pelos empregadores, autônomos, facultativos e até mesmo dos recebimentos em períodos de incapacidade.

Simulador de aposentadoria proporcional

Hoje não temos mais a aposentadoria proporcional (ex: homem que ainda não tinha 35 anos de contribuição poderia se aposentar à partir dos 30, com um coeficiente proporcional de 70%).

Porém as novas regras estabelecem coeficientes a serem aplicados para homens que não atingiram 40 anos de trabalho e mulheres 35, que começa em 60%, mais 2% para cada ano contribuído a partir do 15º para mulheres e do 20º para homens.

Simulador de aposentadoria por idade

Além das regras de transição da aposentadoria por tempo de contribuição e a regra prevista na legislação anterior, o sistema permite que o segurado calcule os 2 cálculos da aposentadoria por idade, divididos em 2 blocos: regras anteriores e a nova.

 

simular aposentadoria por idade

 

Conclusão

Com a utilização do meu.inss, o Governo conseguiu prestar a maior parte dos seus serviços de maneira remota, pois o segurado pode realizar solicitações como:

  • pedir aposentadoria,
  • pensão,
  • BPC,
  • atualizar dados cadastrais,
  • bloquear empréstimo consignado,
  • verificar suas solicitações de benefícios e recursos,
  • excluir desconto de mensalidades associativas,
  • agendar perícias e atendimentos presenciais e até mesmo,
  • enviar atestado médico para pedidos de auxílio-doença (pois ainda é possível requerer o benefício por incapacidade de maneira remota).

O site meu inss recebe mais de 56 milhões de acessos mensais e hoje mesmo em meu escritório recebi a visita da senhora Maria Rita.

Ela trabalha como costureira e já contava com mais de 30 anos de contribuição.

Em poucos minutos fez em sua casa a senha do meu INSS e pelo celular simulou seu benefício, isso mostra como é fácil o acesso aos serviços para o cidadão. 

O motivo de sua visita foi saber se deveria requerer já sua aposentadoria por tempo de contribuição (pela regra antiga) ou se deveria aguardar a regra de transição que lhe garantia um coeficiente maior.

Minha orientação foi para não esperar, pois o valor mensal não seria tão vantajoso a ponto de aguardar pelo benefício sem fator previdenciário.

Ela precisaria de pelo menos 22 anos de recebimento para chegar na diferença devida.

A facilidade trazida pelo meu.inss para que o cidadão calcule seu tempo de contribuição, projete seu melhor benefício e também calcule sua renda inicial é um grande avanço para os trabalhadores e aposentados, ainda mais em período de pandemia onde se manter em casa é essencial.

Conte com um advogado previdenciário especialista para te auxiliar a realizar a Simulação de sua Aposentadoria. Acesse nosso site e fale com a nossa equipe!

Podemos ajudá-lo?

Mande uma mensagem e descubra como podemos te ajudar.