fbpx
Telefone (11) 4509-4697 Whatsapp (11) 93146-4697

Expectativa de vida aumenta três meses e afeta aposentadoria

  • | em

    Isso ocorre porque, uma vez que as pessoas vivem mais, o órgão tem de pagar o benefício por mais tempo.

    A expectativa de vida dos brasileiros aumentou três meses e 11 dias, passando de 75,5 para 75,8 anos. Com a oscilação, quem pensa em se aposentar pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) terá que trabalhar por mais 101 dias para obter o mesmo valor que receberia se tivesse dado entrada no pedido até novembro. Isso ocorre porque, uma vez que as pessoas vivem mais, o órgão tem de pagar o benefício por mais tempo, portanto, menores são o fator previdenciário e o montante da aposentadoria.

    Para se ter ideia, uma mulher de 65 anos e 30 de contribuição cujo salário de contribuição médio é de R$ 4.000, receberá benefício de R$ 4.147,77, caso tenha dado entrada na solicitação até o mês passado, quando o fator previdenciário era de 1,0368. No entanto, se solicitar a aposentadoria a partir de hoje, o abono médio mensal será de R$ 4.125,35, R$ 22,42 a menos, com fator previdenciário de 1,0313.

    “Embora dependa da situação pessoal, e que no longo prazo pode fazer diferença, é um valor pequeno”, avalia João Badari, advogado previdenciário e sócio do Aith, Badari e Luchin Advogados. “Na maioria das vezes, não vale a pena trabalhar por mais três ou quatro meses, ainda mais caso a reforma da Previdência seja aprovada, o que complicará a aposentadoria”, completa.

    É válido lembrar que, em 2014, era necessário trabalhar por mais 153 dias; em 2015, mais 79; em 2016, 60 e, até dia 30 de novembro deste ano, era preciso contribuir por mais 104 dias, conforme dados da tábua de mortalidade do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

    Segundo a atual legislação, podem se aposentar homens com no mínimo 35 anos de contribuição e mulheres com, pelo menos 30 anos. O cálculo do benefício levando em consideração o fator previdenciário não é aplicado para mulheres e homens cuja somatória do tempo de contribuição e idade totalize 85 e 95 anos, respectivamente, aposentadoria por idade (60 anos para elas e 65 para eles), e em casos de aposentadoria especial, voltada a profissionais que atuam em locais insalubres.

    A solicitação da aposentadoria pode ser feita por meio do telefone 135 ou pelo site www.inss.gov.br.

    LONGEVIDADE
    De acordo com dados do IBGE de 2016 divulgados ontem, as mulheres vivem, em média, 79,4 anos, enquanto que no ano anterior viviam 79,1 anos. Já os homens têm expectativa de vida de 72,2 anos no período, ante 71,9 em 2015. Fernando Albuquerque, pesquisador do IBGE, avalia que a diferença entre os gêneros deve-se aos altos níveis de mortalidade que atinge, principalmente, jovens do sexo masculino.

    Ainda segundo os dados da tábua de mortalidade, desde 1940 a esperança de vida do brasileiro aumentou 30 anos. Albuquerque destaca que os avanços da medicina em relação às políticas de Saúde pública, campanhas de vacinação em massa, atenção ao pré-natal, incentivo ao aleitamento materno, dentre outros fatores, contribuíram para tal crescimento.

    Fonte Diário do Grande ABC – veja na integra

    Podemos ajudá-lo?

    Mande uma mensagem e descubra como podemos te ajudar.



    Como nos Conheceu?